O “VALOR” DO TRABALHO

Quando você tem um filho, sente um êxtase pela emoção que é maravilhosa. Acredito que não exista coisa melhor.

Você quer curtir todos os momentos como banho, ver a criança mamar, sentir o cheirinho delicioso das roupinhas, depois vêm os primeiros gu, gu gu, da, da, da e assim por diante.

Quando você vai para o trabalho, antes de sair quer dar mais um beijinho e, assim que pode, volta correndo para casa.

Passado algum tempo, já não está mais incomodado por ter que sair para o trabalho, não tem a mesma pressa para voltar para casa…

Você acredita, inconscientemente, que o trabalho é mais importante, afinal seu filho estará lá e pronto!

O tempo passou, seu filho ou sua filha cresceu, passou e ainda está passando pelas fases maravilhosas da criança e a vida continua – ah! você estava em todos os aniversários, tanto que aparece em diversas fotos.

Agora pergunto:

- quantas vezes você foi à escola de seu filho em alguma festividade?

- quantas vezes você o levou para passear?

-quantas vezes você sentou no chão com ele para brincar?

-quantas vezes você deixou de se irritar com o barulho dele, afinal você chegou cansado do trabalho, não é?

-quantos dias, meses, você só viu seu filho na cama, dormindo pois você sai de casa antes que ele acorde e chega quando ele já está dormindo?

Bem, tem que ter um desconto, não?  Afinal você tem que trabalhar!

Não pode chegar no horário normal para brincar com ele pois você teve que ficar até mais tarde no trabalho e ter um tempo para brincar com seu filho não é prioridade, ir à escola não é prioridade, passear com ele não é prioridade – afinal, seu trabalho é prioridade.

Até que um dia, em uma discussão com seu filho ele, chorando lhe diz:

-Você não liga para mim, todos os pais dos meus amigos vão à escola ou para levá-los ou em festas,  você não brinca comigo!

De repente você percebe que o mais importante em sua vida, aparentemente já não é o mais importante, afinal o importante é o seu trabalho!

Aí você começa a refletir e nota que deixou para trás, família, amigos, lazer enfim, coisas que sempre  foram um grande prazer mas…afinal, o trabalho passou a ser sua prioridade.

Então, pense bem , reflita, senão…pode ser muito tarde!

Um grande abraço,

Luiz Carlos Cunha

Diretor da CSA Consultores

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>